Farinha Láctea

O que é mais nutritivo e abarrotante do que uma lata de farinha láctea? NADA. Com um pouco de leite então… do que mais você precisa? Eu poderia muito bem viver com um soro intravenoso feito deste mingau e mais nada, não fosse o fato de que farinha láctea é gostoso demais para não ser ingerido oralmente. Mingau de farinha láctea é o combustível das crianças e a sopa dos solteiros – uma versão empapada e disforme do sucrilhos.

mundomagicodafarinhalactea 195x300 Farinha Láctea

Nunca desrespeite a farinha láctea: ela é maior do que você.

Se eu tivesse poderes mágicos, eu compraria latas e latas de farinha láctea, litros e litros de leite e faria meu próprio golem de mingau. Seria a alternativa mais imediata caso eu estivesse afim de conquistar o mundo. Seria, também, um jeito muito gracioso de fazê-lo pois, embora meu golem de mingau pudesse ter uma força sobrehumana, ele seria também um cara legal e adorável. Um monstro que combateria magnatas de grandes corporações, mas seria amável com as crianças e os velhinhos, como numa mistura de Sloth com Capitão Planeta. Se você fosse bem legal e simpático com meu golem, ele até deixaria você dar uma mordida nele. Acho que eu estou viajando um pouco, mas é isso que acontece sempre quando eu começo a pensar em farinha láctea. Foda.

Caso eu fizesse meu golem de farinha láctea, teria que tomar muito cuidado com sua consistência. Um pouco a mais de leite e sua carne ficaria muito rala. Pouco leite e ele ficaria ressecado. Para a feitura do golem, isso seria um problema, mas, gastronomicamente falando, é uma solução. As variantes da farinha láctea são enormes: as vezes você quer comer um cimento de leite, e as vezes você quer sorver de sua versão mais líquida. Tudo bem, não existe certo e errado quando o assunto é mingau.

jabba 212x300 Farinha Láctea

to pirando

Quem gosta de farinha láctea como eu sabe que, além do leite, ela tem uma grande parceira tropical: a banana. Banana com farinha láctea é o encontro mais romântico que a cozinha já viu. Elas se unem numa cornucópia de sabores e nutrição, se transformando numa massaroca brilhante e consistente, abrindo mão da solidez da banana e da aridez da farinha láctea para se tornar uma coisa só, homogênea e indistinguível. É o amor transfigurado em comida, a união que faz a força: cada igrediente cedendo um pouco das suas idiossincrasias em nome de algo maior.

Farinha, em geral, é um conceito muito genial. Farinha de trigo, de rosca, de arroz… se é farinha, eu tô dentro. Sendo assim, ás vezes me pergunto porque subestimamos a essência farinhesca da farinha láctea. Nuggets de farinha láctea, por exemplo, eu nunca vi. Poderia dar certo? Não sei, depende do recheio. Com frango acho pouco provável, mas e se o nuggets fosse feito com farinha láctea e doce de leite? Não é uma boa ideia? Pense comigo: existem duas coisas que nunca dão errado – farinha láctea e deep fry. Juntando as duas, o que temos? A garantia de uma experiência mágica e fascinante. No caso de um nuggets de farinha láctea, precisariamos ainda de um igrediente pra dar liga na farinha: o ovo. E ovo, meus amigos, é ovo. Então, da próxima vez que você abrir sua lata de farinha láctea, pense nas milhões de coisas que você pode fazer com ela. Melhor, pense nas bilhões de coisas que você ainda não fez, com ou sem fariha láctea. Ou não, porque essa pode ser uma experiência bastante deprimente. Sei lá o que eu to falando. Vou comer uma farinha láctea.

farinhaestelar 226x300 Farinha Láctea

to com fome

(essa merda toda foi ilustrada por Flora Leite, que além de talentosa ama farinha láctea. Vai Flora!)

2 Comentários

    [...] Nunca desrespeite a farinha láctea, ela é maior do que você. [...]

  • Eu amo misturar o leite em pó com aguá, esquentar no microondas e depois adicionar farinha lactea. Posso afirmar que não há melhor comida no mundo que essa.

Deixe um Comentário