Curiosos relatos sagrados, Vol II: A história de Moisés

Seguindo em frente com a minha recém-inaugurada sessão de contos sagrados, voltarei hoje, como na semana passada, ao Antigo Testamento, um dos livros mais tétricos e violentos que você pode encontrar por aí. Mais precisamente, quero falar sobre a vida de Moisés, uma figura bíblica bastante conhecida e lendária. Esse daí, aliás, tá também no Corão e é, supostamente, o autor principal da Torá. Como sua história é longa e cheia de reviravoltas, não quero mais me estender nessa introdução. Além disso, vou pular toda aquela parte idiota do seu nascimento – bebê Moisés boiando no Rio Nilo  e etc. Para entender a sua história você só precisa saber de duas coisas:

a) Moisés era um hebreu, povo escravizado pelos egípcios.

b) Moisés, em particular, não era um escravo, pois ele foi amadrinhado pela mulher do faraó quando ela o encontrou boiando nas água do Rio Nilo, ainda bebê.

moses 300x227 Curiosos relatos sagrados, Vol II: A história de Moisés

gente, um bebê!

A HISTÓRIA DE MOISÉS

Certo dia, Moisés, foi andar pelo Egito para conhecer de perto seu povo hebreu. Durante o passeio, ele viu um egípcio maltratando um escravo. Furioso, ele matou o egípcio e enterrou seu corpo na areia. Tipo, que cara violento e impulsivo. Os egípcios ficaram putos quando souberam da história e foram atrás de Moisés, que acabou fugindo e se refugiando no deserto.

Anos depois de sua fuga, já casado com uma garota midianita, Moisés perambulava no monte Sinai, quando viu uma moita pegando fogo. Curioso, Moisés chegou mais perto e descobriu que a moita falava. A moita, afinal, não era uma moita. A moita era Deus. Deus fantasiado de moita flamejante.

deusmoita 300x225 Curiosos relatos sagrados, Vol II: A história de Moisés

Oi meu nome é Deus mas pode me chamar de Moita

A Grande Moita Flamejante disse que estava ciente do sofrimentos dos hebreus, o Povo Escolhido, e que ia salvá-los dos egípcios. Para isso, ele precisava da ajuda de Moisés. Moisés teria que se encontrar com o Faraó, dizer que ele era mensageiro da Moita, e ordenar a liberação dos hebreus. Moisés, contudo, sabia que não ia ser fácil convencer as pessoas que ele tinha falado com Deus. Lembre-se que nessa época não existiam máquinas fotográficas, e, mesmo se elas existissem, ele não ia chegar muito longe com uma foto sua ao lado de uma moita em chamas. A Grande Moite Flamejante, então, resolveu enfeitiçar o bastão de Moisés. Toda vez que Moisés jogasse o bastão no chão, ele viraria uma cobra, e essa mágica por si só provaria suas credenciais.

moses snake 300x276 Curiosos relatos sagrados, Vol II: A história de Moisés

BRUXO

A relação entre Moisés e Moita se tornou íntima. Os dois ficaram amigos, conversavam bastante, até o dia em que Deus descobriu que Moisés não havia circuncisado seu filho. Deus ficou enfurecido e ameaçou matar Moisés. “Calma, Deus, é só um prepúcio”, disse ele, o que O deixou ainda mais puto. A mulher de Moisés interveio, cortou fora o do garoto e jogou aquele naco de pele morta e sangrenta no pé do marido, como quem diz: “Moisés, você é burro? Corta logo o pênis do seu filho!”.

Resolvida a questão epidérmica, Moisés finalmente tomou coragem e foi até o palácio do Faraó. Lá, ele disse estar trazendo uma mensagem de Deus. O Faraó, obviamente, deu risada. Moisés jogou seu bastão no chão e o transformou numa cobra. O Faraó, não muito impressionado, chamou uma trupe de magos egípcios que fizeram o mesmo com seus respectivos bastões. Quer dizer, que puta plano idiota, esse do Deus-Moita. O Faraó não atendeu aos pedidos de Moisés que, frustrado, foi conversar com Deus. Para a sorte deles, Deus tinha um plano. Um plano funcional? Mais ou menos. Um plano sádico, sanguinário, despropositado e cruel? Com certeza.

copperfield 300x224 Curiosos relatos sagrados, Vol II: A história de Moisés

Um bastão que vira cobra? Pff... meu filho eu já fiz a Estátua da Liberdade sumir!

O plano consistia em encher o Egito de pragas, até que finalmente o faraó cedesse aos pedidos de Deus. A primeira praga foi transformar a água do rio Nilo em sangue. Sangue do que? De gente? De canguru? Não sei. O problema é que ninguém mais tinha água para beber. Só sangue. O Faraó resistiu a esse horrendo atentado terrorista, e manteve o povo hebreu como escravo.

A segunda praga também não adiantou muito. Ela consistia em encher o Egito de sapos. Convenhamos que não se trata de uma praga muito aterrorizante, se comparada com o rio de sangue, a não ser, claro, que sapos te causem nojo e fobia. Como esse não era o caso do Faraó, ele cagou e andou. A terceira praga foi infestar o Egito de mosquitos. Se eu fosse o faraó, eu teria parado por aí. Rio de sangue eu suporto, mas mosquito não dá. Sério. O Faraó, porém, era pica dura e resistiu. Aí veio a quarta praga, tão ridícula quanto a segunda: lotar o egito de escaravelhos. “Escaravelhos? FODA-SE”, disse o Faraó, que então aturou a quinta praga: ter todos os animais domésticos da região mortos, menos aqueles que pertenciam aos hebreus. As vaquinhas, enfim, pagaram o pato por estarem no meio de um Deus carniceiro e um faraó teimoso. Não surtindo efeito, Deus veio com a sexta praga: infectar o povo egípcio com com uma doença que causava úlceras na pele, bolhas pustulentas e tumores. O Faraó, provando que sua teimosia havia se transformado numa manifestação sem precedentes de ignorância, mandou Deus a merda e manteve os hebreus no cativeiro.

Finalmente, veio a sétima praga. Uma chuva de granizo que matou geral a galera. Nessa, o Faraó começou a ceder, mas não totalmente. Ele aceitou liberar só os homens, e deixar as mulheres. Mas Deus queria tudo ou nada, e barganhou a liberação de todos os escravos hebreus com mais 3 praguinhas: uma infestação de gafanhotos, um breu total que cobriu o céu do Egito, e, para finalizar com chave de ouro, a morte de todos os primogênitos egípcios. Tipo, também não precisa apelar, né, Deus, mas tudo bem.

Moisés então liderou o povo egípcio no seu êxodo, e essa parte da história todo mundo conhece: blá blá blá, abrir o mar vermelho, blá blá blá, chegamos no Monte Sinai (vale lembrar que no meio do caminho eles exterminaram os amalequitas, sabe-se lá o porquê). Ao chegar no Monte Sinai, Moisés foi sozinho até seu cume, onde conversou com Deus. Depois dessa soirée, ele foi mais algumas vezes ao topo do monte bater um papo com Ele, até o dia em que Deus divulgou-lhe seus famosos Dez Mandamentos divinos. Os Dez Mandamentos incluiam itens como: “não trabalhar no domingo” e “não usar o nome de Deus em vão”, o que é, francamente, uma regra cujo propósito eu nunca entendi. É só um nome! Na boa, essa coisa do nome em vão pra mim é tipo a Mariah Carey exigindo papel higiênico cor-de-rosa no seu quarto de hotel. Entre os dez mandamentos, você não vai encontrar, obviamente, coisas como “não escravizarás ninguém”, já que Deus defende a escravidão em vários passagens da Bíblia. Também não espere um: “respeite todos os povos e etnias”, porque Deus não escondia sua preferência pelos hebreus, nem o ódio arrebatador pelos povos que ele foi matando por aí. Curiosamente, um dos poucos mandamentos úteis do decálogo, “não matarás”, não havia sido seguido pelo próprio Moisés, que não só ordenou o extermíniou dos amalequitas como matou, com suas próprias mãos, um egípcio, num acesso incontrolável de raiva.

MOSES10 242x300 Curiosos relatos sagrados, Vol II: A história de Moisés

Não cobicem a mulher do próximo, putanheiros.

Quando Moisés desceu com os mandamentos na mão, escritos em duas tábuas, ele descobriu que os hebreus haviam começado a idolatrar um Deus novo, representado na estátua de um bezerro dourado. Eu não os julgaria por causa disso, afinal de contas, ou era um bezerro dourado, ou uma moita flamejante, mas Moisés ficou bastante possesso. Tão possesso, aliás, que ele achou prudente derreter a estátua do bezerro, juntar o ouro, tranformá-lo num pó, mistura-lo com agua e fazer todo mundo beber daquela solução deletéria como forma de castigo. Não satisfeito, ele ordenou que todos que estivessem ao lado de Deus pegassem suas espadas e matassem quem eles vissem na frente: irmãos, amigos, tanto faz. 3.000 pessoas morreram nessa daí. FIM.

MORAIS DA HISTÓRIA:

. Os hebreus são o povo escolhido de Deus.

. Todos os outros povos não merecem sua misericórdia e podem a qualquer momento serem fulminados por sua ira divina.

. Uma moita flamejante é mais louvável que um bezerro dourado.

. Bastões que viram cobras é um truque antigo entre magos egípcios.

. Deus é patologicamente obcecado por pênis circuncisados.

. Não Matarás, a não ser no seguintes casos:

- Se um egípcio maltratar um hebreu

- Se você estiver negociando com um faraó através da propagação de pragas letais.

- Se você der de cara com um povo desonroso como os amalequitas

- Se seus amigos estiverem idolatrando um bezerro dourado.

- Se um pai se recusar a circuncisar seu filho.

13 Comentários

    queria gostar dos seus posts religiosos.
    mas fica de boa, sabe quem ia gostar? ele: http://maddox.xmission.com/

    • seria uma honra pena que ele nao deve ler em portugues…

    Na verdade, como o grande arqueólogo biblico, Mel Brooks, mostrou, foram 15 mandamentos, que Moisés conseguiu dos papos com Deus, mas desastradamente Moisés deixou cair uma das tabuas, perdendo assim 5 mandamentos.

    Talvez esses que você acha que estão faltando estavam naquela que se espatifou e virou mais areia daquela região.

  • Nossa cara …Cuidado com que vc fala …poi vc pagara ainda um
    preço muito alto!!!!è só um conselho….

  • Deusculpe, logo no começo fala que Moisés boiou, mas na bíblia tem que ele foi deixado à borda do rio, e não dentro.

  • olha é muitoo legall este site eu adorei as estorias mas ja sabia todas

  • oooooooo pwfr olha me desculpa mas a mae do moises deixou o rio o levar entao ele saioo boiando

  • ei pessoal se vcs querem saber a verdadeira história de moisés e outros relatos biblicos vão na biblia que ela te ensina bem claro. e não ficar pesquisando em sites que a maioria só falam besteiras e não o que diz realmente na bíblia.

  • Que Deus,criador dos ceus e a terra,tenha misericordia da pessoa que postou,peco que nao e um ser normalissimo.

  • Querido que eu saiba na biblia vem dizendo que quem foi quem criou moisés foi a filha de farao não sua mulher… se vc não conhece a historia não a conte e distorça o que esta escrito na biblia.

  • Que idiota, não sei por que ainda perdi meu tempo em ler esse site…

  • sabe de uma coisa, não terminei de ler tudo, somente pelo fato de como vc relata sobre a historia de Moises. o único e verdadeiro idiota é você que escreveu!!!

  • SABE O QUE É INTERESSANTE,ÍNVES DE VOCÊ IR TRABALHAR FICA CRITICANDO O QUE DEUS FEZ SENDO QUE TUDO O QUE ELE FEZ E FAZ E PERFEITO

Deixe um Comentário